sábado, 4 de dezembro de 2010

Seis coisas impossíveis antes de tomar café!

O amor da vida gente...
como eu sempre falo... nada mais é que o amor da vida da gente...
e ele vai nos aceitar como somos... e vai nos beijar antes que a gente escove os dentes de manha e SIM, ACREDITEM!! ele vai gostar muito disso....
Alice pensa 6 coisas impossíveis antes de tomar café...(frase de Alice no País das Maravilhas).... e no amor?
A primeira seria que todos tem sua alma gêmea... Penso que alguém não deve nascer se é pra morrer só e não se entregar completamente por um sentimento meio estranho, que faz a gente fazer coisas estranhas mesmo... mas que nada mais é, a prova de que estamos vivendo e amando... e vivendo.. e vivendo...
Penso que meu amor vai chegar... e ele vai ser todinho meu, ele vai ser como uma calça da "Leves", simples, bonita, que combina comigo..... e cada vez que uso dá mais vontade usar.. e que quanto mais velha melhor fica.
O meu amor vai ter olhos humildes e carinhosos, vai ter sorriso liiiindo... alegre, livre....
quero que ele tome banho ao menos uma vez por dia, essa vai ser uma das minhas exigencias...
mas enfim quem precisa de banho, quando se tem bom humor, quando se tem um cheiro que se encaixa com o meu... e quem disse que precisamos de quimica, se vamos ser um+um=um... e quem vai precisar de formulas matemáticas se ele vai me conhecer pelo jeito que eu mexo meu cabelo e como mexo com o nariz quando me irrito com alguma coisa... até mesmo com o cara que estaciono errado na ida do Supermercado....
e não pense você que eu e meu amor vamos ter um amor de novela... negativo operante...
vamos ser bem mais que uma simples novela...
vamos ser cumplices...
amantes e amigos...
Aquela briga numa sexta-feira a noite, prontos para sair com os amigos... as caras amarradas... o silêncio... e na volta?
a reconcilhação.
Porque eu vou entender os defeitos dele e ele os meus....
e vamos nos amar....
e vamos discutir....
e depois disso tudo ainda assim ele não vai gostar dos comentários da minha mãe...
mas e daí? talvez ele nunca saiba que eu não gosto dos comentários da mãe dele....
Todos vão querer que sejamos "regra", e nós seremos a excessão...
Seremos, nós por nós e não pelos outros...
faremos de nossas vidas o mar de rosas mais turbulento que já se viu...
e nada disso vai fazer eu deixar de amar menos e menos ele... e ele também não me amará mais ou menos... pois eu sei que ele sempre vai me AMAR... pra sempre, e isso me Basta.

Bem, já aí alguns podem estar contabilizando bem mais que apenas 06 coisas impossíveis...
eu não enxergo mais que uma ou duas no máximo...

Não posso crer que existe o impossível para o amor..... quem dirá 6 coisas...

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Saudade do que???


Eu sinto saudades....
mais um ano se acaba... e a magia da viradaa começa a rodar nossos pensamentos com todos aqueles bons presságios de uma vida muito melhor....
Mas eu ainda sinto saudades....
de um tempo que se perdeu nessas tantas lembranças que permanecem em nosso sonhos...
Eu não sou "emo" sem sou "sei lá que" qualquer outro tipo de definição....
Me considero talvez uma pessoa nostalgica por sentir tantas saudades daquilo que ainda não possuo fisicamente.
Pode ser besteira, pode ser brincadeira, pode ser loucura, pode ser o que você quiser....
mas a saudadeee permanece enlouquecedora dentro de mim....
Saudadeees da praia que não fui com minhas amigas...
Saudadeeees daquela pessoa que eu não disse o quanto era importante pra mim...
Saudadeees da prova que eu fui mal por não ter estudado....
é tanta coisa não feita, não completada que hoje em dia sou mais metade do que inteiro....
sou bem mais uma fração do que um dia eu já fui...
Mas eu sinto muitas saudades do que eu fui...
Clarooo quando eu descobrir o que eu fui realmente, sentirei muitas saudadess...
como você vai sentir saudade de ler esse post no fim...
um post sem fundamento... sem muito nexo...
mas que defini tudo o que quer dizer...
e além do mais..
repleto de saudadeeeees de você que eu acho que nem conheço!!
Prefiro sentir saudade do abstrato... daquilo que apenas fica dentro de mim...
do que daquilo que aconteceu..
do que aconteceu eu não tenho saudades porque eu vivi, porque fui feliz...
e aproveitei cada segundo....
tenho saudade do beijo que não roubei...
do segredoo que não contei...
do amor que não amei...
até mesmo do pensamento que não pensei....
Tenho saudade do vento que não posso ver... e da sensação de brisa num dia de chuva, na janela da sala que a mãe não deixou experimentar....
Tenho saudade disso, daquilo e de tudo....
de quase tudo...
de quase todo...
mas principalmente tenho saudade do INCOMPLETO.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

MudançaS


Bem, hoje escrevo sobre algo que sempre tive medo: a mudança

Mudar de lado, mudar de atitudes, mudar de vida?? quem diria... mas sim eu estou mudando e junto comigo estão uma batalhão de neuronios que pensam e querem e correm atraz constantemente de algo novo, do que não se sabe, do que não se pode, do desconhecido. Sinta o aroma da mudança no ar e abrace ela como quem abraça uma nova estação... um novo amigo... ou um novo amor....

Ela veio.. e eu não pude fazer nada...eu não consegui detê-la... ela simplesmente me soprou bons ventos de boas NOVAS.... as coisas já estão diferentes desde as 3 da tarde de hoje... as coisas estavam diferentes desde o dia 21 de agosto, as coisas SIM estavam diferentes desde abril de 2007, e só eu não percebi, só eu não queria ver... que ela já estava me rondando com seu perfume doce... leve e suave e aos poucos me encantava... e aos poucos me fazia ser cada dia mais feliz pela rotatividade constante em que eu e ela caminhamos... loucas... com os cabelos ao vento... com aquele sorriso no rostoo... por mais que as lagrimas cairam em alguns momentos... a mudança não me abandonou e sempre traziaaaa coisas novas... e boas e ruins e médias e chatas e alegres... mas ela nunca me deixou sozinha... sem vontade de viver... ela nunca me deixou sem a essencia do belo, do humano, daquilo que há de mais bonito no mundo que é viver grandes sentimentos, mesmo sendo com pequenas pessoas... eu vivi GRANDES amores....


e ainda buscoo, agora mais do que nunca.. em uma velocidade plena... numa corrida constante ...

de agora sim... numa segunda chata de outubroo as BOAS mudançaS.....

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ressábios

Tenho medos....
e quando penso neles uma lagrima por vez, teima em cair, teima em pensar que o futuro esta traçado não muito colorido. Mas não, não sou "emo" nem depressiva, ou qualquer esteriotipo que possam me rotular...
Mas sou uma pessoa normal, normal até de mais, normal por pensar no amor como antigamente, por gostar de um fogão a lenha e uma cuia de chimarrão quente no inverno, e tenho medo de ficar sem isso.... ou de matear solita por tempo demais....
Ressábios, e é esse o nome de meus medos, apenas eu o sei, e apenas eu posso os vencer, quero curá-los, quero poder deitar a sombra de um taruma copado e olhar pro céu, numa tarde mormacenta, olhar pra traz em minha vida e ver que tenho histórias, que possuo um passado bom, que meus medos, meus ressábios ficaram pra traz, ou foram substituidos por alguns não tão vazios.... quero cuidar meus ressábios, fazer com gosto as coisas que eu quero, quero poder dizer numa tarde gelada de inverno que sou feliz, por estar viva, por cuidar da minha vida da melhor forma possivel.
O que quero é pouco, mas parece tanto, parece que não chega, parece que não tem fim, solidão, esse é mais nome que dou as meus ressábios....
Quero ter amigos, família, a mesa cheia e farta, quero ter um colo afável e um ombro protetor, quero ouvir palavras de amor, quero sentir cheiro de mato, quero sentir o café bem quente e a geada, friiia....
Ressábios, vão embora.....vão pra longe.... vão.. Por Favor!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

E se a paz me invadisse por um momento


a paz....
sentimento que traz consigo tantos sentimentos, quanto confusões....
tudo aquilo que se quer e o que não se quer encontra-se em uma palavrinha de três letras....
aquilo que tanto se almeja e tanto se pede... e tanto se detesta!!
tudo que é pra valer, tudo que não se esquece, tudo que se lembra... vem como um furacão, vem como uma tempestade, vem avassalador....
tanto se pede a "paz" e quando ela nos carrega no colo, se indentifica conosco, simplesmente queremos, mais, muito mais.... e até quanto mais conseguimos chegar... o infinito é surreal.... mas nem ele é o limite do sentimento humano, quando pulsa, quando pula, quando mexe, quando se sente... verdadeiramente.....
Sabe, gosto de falar tanto de amor, e sentimento entre a relação humana, como for, com quem for e do jeito que for, que a paz que carrego dentro de mim, e que comecei este "post" virou amor, virou sentimento profundo...
virouuu extremamente essencial se falar, em menos de um minuto.... coisa estranha, coisaa sem sentido, coisa de gente que vive, de gente que pensa, de gente que senteee o coração pulsar mais forte até mesmo quando se fala em calmaria, em tranquilidade, em PAZ...
Entre palavras e mais palavras você deve estar se perguntando se este é um texto que fala sobre amor, sentimento ou paz?? esse é um texto que fala principalmente sobre vida... sobre o que se sente enquanto ainda sentimos o sangue ferver nas veias como animais a procura daquilo que não se possui no imaginário, ser humano "desgraçado" esse, cheio de subfaces e segredos....
mistérios que rondam sentimentos e esse texto.... mistérios que eu gostaria de revelar, mas daí estragaria todo o charme desse "post" sem propósito e sendo assim quando o revelasse não seria mais segredo.... e daí a "paz" me invadiria novamente e eu ficaria na mais branda tranquilidade...
e sinceramente não sei se é isso que eu realmente espero de mim....

domingo, 11 de abril de 2010


Entre encontros e desencontros...
tenho a sensação de que tudo está como sempre esteve...
hoje falando com uma amiga sobre o que é ser singular....
e o que é ser plural, tenho pra mim que a sensação que tenho
é que desistir e tentar não são obviamente antonimos...
mas sinônimos de algo superior a vontade de ser, ver e agir....
muito, meio e totalmente complexo pensamento de alguém que
se encontra meio perdida neles, em meio a tantos e tão confusos pensamentos....
voltando ao singular, falava que quero ser singular, quero conviver com pessoas que queiram ser o singular neste mundo....
o plural não se diferencia da massa...
o singular é um...
e um+ um+ um +um dá vários e isso não significa plural.... mas sim vários singulares...
várias pessoas únicas e humanamente mutáveis a procura daquilo que eu também atordoadamente procuro....
o futuro bom....
o plural funciona quando existe muitos singulares.... que se ajudam...
no amor um singular quando encontra outro singular... não viram plural e sim viram o que os românticos chamam de "alma gêmea", um singular que completa outro... que sobrevive apesar de seus defeitos e qualidades que podem causar entre eles as maiores loucuras e absurdos...
mas que elas juntas não formam um plural... formam um singular que loucuras, pois cada uma teve um sentimento, um local, um desejo diferente... cada um teve a forma para aquele momento que se tornou "singular".
O plural existe na gramática, que vem associado apenas a um "S", um "S" que pra mim traz mais singularidade, falando na palavra em seu real sentido gramatical, pois o "S" faz do amor, amores, e amores relaciona a mais de um amor, o que relaciona que alguém ficou no singular quando gostaria ficar no plural. o "S" vem forma a palvara separações, que não é separação, apenas uma e única, que quer dizer que mais de uma vez ficou no singular quando preferiria o plural...
e assim vários outros exemplos explicam o meu caso de amor no singular com essa peculiar palavra....
mas encerro aqui dizendo que nós singulares precisamos ser o singular e procurar o singular no meio de tantos plurais... temos que ser um+ um e não dois....

até outro dia....

sábado, 13 de março de 2010




Ser gaucho são emoções e conceitos...

é muito mais que simplesmente lutar por sua terra, é ter a honra de morrer por ela....

Ser gaucho é ter Deus como guia nas noites escuras, sem lua...

É ter o pago como lar.... é sentir o vento no rosto, sempre a procura de um ideal...

e dar o sangue por ele...

povo guerreiro, povo de culturas, povo de tradição....

no rodopiar do laço passa toda uma vida peleando por aquilo que quer...

o Rio Grande do Sul não é apenas mais uma estrela brilhante na bandeira do Brasil....

o meu Rio Grande é luz pura...


Ser gaucho não é apenas colocar um lenço vermelho no pescoço, nem usar
vestido de prenda, é muito mais do que isso, ser gaucho é ter no coração o
orgulho de ser daqui". (marcia melz)

domingo, 17 de janeiro de 2010














Num domingo meio chuvoso, com tempito cabuloso, volto a escrever falando sobre o que gosto de escrever: sobre a vida!

Minha vida e vida de meus amigos e pessoas que gosto muito, sinto-me feliz quando vejo que eles estão felizes e como a vida dá voltas, e a única coisa que devemos ter é paciência.
Gosto de falar sobre a vida, porque cada um vive ela do melhor jeito que a vê; da melhor maneira em que pensam em encontrar a paz dentro de seus corações.
Quero dizer que estou muito feliz por uma pessoa em especial!
e ela nem sabe o quanto! me sinto feliz em apenas vê-la assim!
Mas a vida é assim, sempre com belas surpresas, pessoas que eram importantes para mim, talvez hoje não sei direito o que a vida fez delas ou como elas estão... mas há também aquelas pessoas em que semana passada viraram de extrema importancia na MINHA vida, e aquelas que jamais deixaram de serem lembradas ao menos em cada natal, em cada olhar num pôr de sol ou em cada lembrança registrada como tatuagem.
Mas a vida é assim, pessoas vem e vão e algumas ficam, o bom é quando muitas ficam, e ficam por aquilo que foram durantes anos de companhia, ou por aqueles minutos em que me conquistaram para sempre.
Esse post é em homenagem ao um GRANDE amigo em especial como já disse antes, mas é que aqui no final só quero dizer que ele é sim muito importante na MINHA vida, e fico feliz pelo rumo em que a dele está tomando!!!
por ultimo quero dizer que o amo muito, como amigo, companheiro de ideais e que mesmo de longe torço por ele e sempre vou continuar a torcer!!!!

tchau!

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

" Quando se tem um amigo ou uma grande paixão, ambos os sentimentos coexistem dentro do seu coração." William Shakespeare

Parabéns Dani, pelo Pedido, pelo amor, pelo companheirismo, e pela "linda" serenata!!!
E que venha dia 09/01/2010!!!

domingo, 3 de janeiro de 2010

é estranho como os dias passam depressa e não percebemos o quanto estamos desperdiçando grandes oportunidades de sermos muito e muito felizes, ou até mesmo felizes para sempre como tanto vimos nos filmes e novelas. Mas é que na realidade ficamos querendo muito acreditar na felicidade que pode nos vir e esquecemos de a encontrar em pequenas coisas, nos pequenos detalhes, ou até mesmo em um olhar.
Eu sei que toda essa conversa é um grande e bobo clichê, mas um clichê que gostamos de pensar, imaginar que a partir de agora o amor entrará nas nossas vidas, ou a grande oportunidade irá aparecer e então descobrimos a felicidade, o detalhe é que vivemos lado a lado da dita "felicidade" todos os dias de nossa vida, ela está na ligação que não esperamos, num acaso do destino que nos pega de surpresa ou num sentimentos que surgi derrepente.
O amor é uma grande ferramenta utilizada pela felicidade, se amamos somos felizes, mas a paz também é uma grande aliada, muitas pessoas passam a vida correndo atraz de uma felicidade que não existe, pois ela nada mais é a paz de ver que num dia chuvoso aparece o arco-íris, ver como a natureza agradece uma chuva abençoada e sentir o cheiro de terra que brota de suas entranhas.
Posso sim estar falando muitas besteiras, ou mesmo não estar falando nada com nada, mas pelo simples ato de pensar numa coisa em que pensamos todos os dias, que queremos muito e por querer tanto temos medo dela, é que se torna uma coisa interessante a ser falado nesse blog.
A procura da felicidade é uma constante procura de algo que não sabemos possuir.
Palavras e sentimos subentendidos possuem aos montes neste texto que para aqueles que não conseguiram enxergar sua essência parece apenas uma coisa vaga e meio sem sentido.
é meio sem sentido falar de uma coisa tão já falada, mas nunca desmembrada. Buscar a felicidade nas coisas simples da vida não é nenhuma novidade, a novidade é que temos medo de a encontrar... e sim se estou falando isso é porque os sentimentos camuflados nestas palavras meio vagas me consomem nesta noite de domingo em que penso em alguém... que talvez tenha roubado um pouco da minha felicidade, aquela que consegui arduamente encontrar na simplicidade da vida.
Por isso com esse texto quero que todos saibam que a felicidade não é abstrata, não é vaga, não é vazia, ela é inteira, ela é completa e ela é cheia desvios os quais sempre encontramos em seu caminho, mas ela é constante e segura...
ela está na chuva, no beijo, no sol que queima, no bom dia!, ela está na segunda-feira de trabalho, ou naquele colega de trabalho, que tal naquele menino que tem um lugar especial no msn???? ela está no homem mais lindo que você já vio, e naquele cara mais bacana que conheceu, naquela moça cheia de curvas, e naquela menina queitinha que vive tomando coca-cola... temos que saber enchergá-la e aceitar a felicidade como ela é... com suas extremidades... ela está na briga de namorados numa terça-feira e no momento de fazer amor na hora da reconcialiação!
é HORA DE ACEITAR A FELICIDADE COMO ELA É!!!

abraço a todos e até o próximo post!!!