segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ressábios

Tenho medos....
e quando penso neles uma lagrima por vez, teima em cair, teima em pensar que o futuro esta traçado não muito colorido. Mas não, não sou "emo" nem depressiva, ou qualquer esteriotipo que possam me rotular...
Mas sou uma pessoa normal, normal até de mais, normal por pensar no amor como antigamente, por gostar de um fogão a lenha e uma cuia de chimarrão quente no inverno, e tenho medo de ficar sem isso.... ou de matear solita por tempo demais....
Ressábios, e é esse o nome de meus medos, apenas eu o sei, e apenas eu posso os vencer, quero curá-los, quero poder deitar a sombra de um taruma copado e olhar pro céu, numa tarde mormacenta, olhar pra traz em minha vida e ver que tenho histórias, que possuo um passado bom, que meus medos, meus ressábios ficaram pra traz, ou foram substituidos por alguns não tão vazios.... quero cuidar meus ressábios, fazer com gosto as coisas que eu quero, quero poder dizer numa tarde gelada de inverno que sou feliz, por estar viva, por cuidar da minha vida da melhor forma possivel.
O que quero é pouco, mas parece tanto, parece que não chega, parece que não tem fim, solidão, esse é mais nome que dou as meus ressábios....
Quero ter amigos, família, a mesa cheia e farta, quero ter um colo afável e um ombro protetor, quero ouvir palavras de amor, quero sentir cheiro de mato, quero sentir o café bem quente e a geada, friiia....
Ressábios, vão embora.....vão pra longe.... vão.. Por Favor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário