quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Na rua.... na chuva....

No post de hoje quero falar sobre uma pessoa muito especial e vou tentar aqui fazer para ela uma "auto biografia" escrita por mim. hehehe

"... Quem sabe ainda sou uma garotinha..."
é assim que ela enxerga o amor, é assim que ela encara a vida.

Corpo, vontades, pensamentos de mulher e um coração de menina. Nem tudo muito fácil mas nem sempre difícil, as confusões na mente entre amar e ser amada, de querer e não querer se confundem com o incrivel e insistente desejo de ser apenas, FELIZ.
Com essa afirmação me vem outra musica muito bonita, que nos transporta para um futuro muito melhor, e um presente satisfatório: " Na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de sape", nada mais melódico que uma frase assim, encontrar a felicidade em qualquer canto, ou por que não pelos quatro cantos do mundo.

Os amores nem sempre correspondidos, o velho leva e troca, quem eu amo não me ama e quem me ama eu não amo torna dela, uma pessoa bem mais simples de ver, mais transparente, a torna mais verdadeira.

Carrega o nome de uma Rainha dos mares e pensa que não consegue controlar a própria vida.
Gostava de jogar um jogo de apostas, mas sempre que perdia em vez de a tornar mais frágil a tornava mais corajosa em apostar alto, onde o prêmio nada mais era que um sentimento fujão, o AMOR.

E é por esse sentimento que ela comete seus maiores erros, mas é por ele que ela faz da vida um belo e grande "valer a pena". Do que adianta passar por esta vida sem dar um beijo numa pessoa comprometida, sem mentir para os pais por um menino, sem se apaixonar perdidamente por uma promessa não cumprida, sem ter um amor de infãncia, sem ter amigos verdadeiros, sem jogar tudo pra cima quando menos se espera, ser fanático por um time de futebol ou uma escola de Samba; A vida é mesmo muito boa para barrar ela em apenas algumas decepções.

Eu vou ser madrinha dos filhos dela, ou ao menos, o único gremista da família de colorados....
Eu vou ver ela morar em um lindo celeiro....
Eu vou ser a pessoa que vai acompanhar a gravidez de seus 3 filhos...
Vou ser a amiga que vai pegar na mão dela quando ela cair e pensar que não pode levantar...
Eu vou estar presente na festa de casamento dela, a amiga que vai cantar no casamento dela...
e pode ser até aquela musica brega do Roberto Carlos, mas que é liiiiinda.
Eu vou ser aquela amiga que vai cuidar do "Junior" pra ela ter um momento romantico e a sós com o maridão!
Vou ter que ser uma das suas primeiras pacientes, pra emagrecer....

Bem a auto biografia dela escrita por mim... só pode ser escrita se eu estiver junto não é....

O futuro é bom pra Dona Janaina que Sereia do Mar.....

tanto que pode ser "...na rua, na chuva ou na fazenda, ou numa casinha de sapê"

Nenhum comentário:

Postar um comentário